Desenvolvimento Pessoal

5 razões para você sair da zona de conforto

zona de conforto
João Carlos
Escrito por João Carlos

Alguns motivos que certamente irão fazer você repensar antes de continuar vivendo nesse estado.

Embora tenha esse nome, a zona de conforto está longe de ser um “lugar” confortável. Esse muro imaginário que construímos ao nosso redor, pode até nos proteger de certas mazelas, no entanto, também nos priva das melhores coisas da vida que só vivem aqueles que dão a cara à tapa, que não tem medo de se revelar ao mundo.

Na zona de conforto tudo é cinza. Não há cor forte nem fraca, a vida é monótona e vazia. Sem substância e sem alma.

Por isso, não há motivos para continuar vivendo nesse limbo da existência. Pelo contrário, encontrei 5 razões pelas quais você deve sair da sua zona de conforto IMEDIATAMENTE.

Você ficará livre do tédio

Não há vida mais medíocre e paralisante do que aquela que foi consumida pelo tédio. O tempo é a nossa maior dádiva, e quando você o desperdiça dessa forma, ao final da vida terá a infeliz sensação de que viveu para nada. A zona de conforto é em si, entediante, pelo fato de que tudo é igual sempre. Não há dinâmica, e sim um conjunto de comportamentos programados que você sequer pensa antes de tê-los.

Saindo dessa condição, você perceberá o quanto sua vida ganhará gosto e sentido. Prepare-se para as surpresas que virão, uma vez que você decide caminhar descalço no chão da vida terá novas sensações, e um novo mundo surgirá para você.

Desenvolvimento pessoal

Viver na zona de conforto atrofia a nossa mente de tal forma que prejudica até a nossa capacidade de perceber o quanto viver nessa condição nos faz mal. Vejo pessoas que se adaptaram tanto a essa vida que elas têm verdadeiro pavor de qualquer mudança. Tornam-se “bonsais” humanos. Protegeram-se e podaram-se tanto que chegou um ponto onde não crescem mais.

Sem desafios, não há crescimento. Quando você se resguarda em seu mundo particular, nunca ficará exposto aos desafios que a vida nos reserva. O confronto é necessário para forjar nossa identidade e nossos pontos fortes. Não tenha medo. Saia da zona de conforto e descubra-se.

Terá novas experiências

Não há nada melhor para nosso desenvolvimento do que novas experiências. Sem contar o fato de que é isso que dá gosto e cor aos nossos dias. O medo de se expor e errar é o principal fator que nos paralisa, no entanto, se não superarmos este medo, nunca iremos experimentar uma genuína evolução. Não nascemos prontos, e tudo o que sabemos hoje, um dia não sabíamos e fomos aprendendo. Então, eu pergunto: por que paramos? Esteja aberto sempre a novas experiências e novos aprendizados. É isso que o manterá verdadeiramente vivo.

Saúde e sensação de bem estar

Quando você tem uma vida mais dinâmica, suas atividades cerebrais aumentam consideravelmente. Isso gera uma montanha de benefícios, não apenas para nossa mente, mas também para nosso corpo. As doenças autoimunes tendem a diminuir. Uma vez que você tem seu sistema imunológico fortalecido, será mais difícil ser abatido por algum vírus ou doença.

Ao se tornar uma pessoa positiva e com uma boa autoestima, tudo em você tende a melhorar. A mente nunca deve parar, assim como os músculos do corpo necessitam de exercícios, nossa mente também precisa sempre ser estimulada.

Ganhará coragem

Para vencer na vida, é necessário coragem. Coragem para se impor, coragem para tentar algo novo e até mesmo para estar disposto a errar. Acredito que você já tenha ouvido a expressão de que “o mundo é dos ousados”. E é verdade. Quem se guarda demais por medo, dificilmente chegará a algum lugar, exceto por um golpe de sorte.

Quando nós encaramos desafios constantemente, isso forja em nós um caráter corajoso e destemido. É a fórmula perfeita para uma vida bem sucedida. Encare seus próprios medos, e nada mais nesse mundo será capaz de intimidá-lo.


Leia também: 4 prisões imaginárias que paralisam sua vida

Sobre o autor

João Carlos

João Carlos

João Carlos é um maltrapilho anônimo brincando de ser escritor. Em dias comuns, trabalha para sustentar seu vício em café e chocolate. Na folga, gasta a maior parte do seu tempo colecionando pensamentos subversivos. Repudia clichês, mas não resiste a uma alma sincera.